VISÃO História Edição 25 DE ABRIL

4,90

COMPRE JÁ A SUA VISÃO HISTÓRIA EDIÇÃO 25 DE ABRIL DE 1974

VISÃO HISTÓRIA Ed. 51  | 25 DE ABRIL 1974 – OPERAÇÃO FIM REGIME

Nova edição de um número originalmente publicado há cinco anos, assinalando o 40.º aniversário do 25 de Abril, num formato ligeiramente maior do que o da primeira edição. As ações planeadas pelos militares (identificadas pelo seu nome de código) e executadas entre as 9 e as 00:00 de dia 24, quando Otelo Saraiva de Carvalho entrou no Quartel da Pontinha, e as 9:30 da manhã do dia 26, quando foi tomada a sede da PIDE/DGS, são minuciosamente descritas, tanto quanto possível através do testemunho de alguns dos seus protagonistas. Recordamos assim nesta edição da VISÃO História, de novos nas bancas, os protagonistas das acções militares do dia 25 de Abril recordam o que se passou no dia em que Portugal se tornou um país livre.

Otelo Saraiva de Carvalho chegou ao quartel do Regimento de Engenharia da Pontinha, às 22h, de dia 24/04/1974 vestido à civil. Poderia mesmo ‘ser’ o engenheiro Óscar Pinto, nome de código que usara desde o golpe das Caldas, a 16 de março. Altura em que os principais operacionais do Movimento das Forças Armadas se passaram a tratar por nomes falsos para não serem identificados pela polícia política.
O plano ‘Operação Fim-Regime’ que Otelo elaborara tinha sido distribuído, dois dias antes, por militares em todo o país. Isto só foi possível graças à colaboração de oito oficiais-estafetas. Tudo a postos, portanto, para a noite em que o futuro ia começar.

Não perca esta edição posta à venda quando se comemorou o 40º aniversário da revolução,  reeditado o ano passado e agora novamente nas bancas.

Nesta edição, seguirá o fio dos acontecimentos a partir do momento em que Otelo entra no quartel da Pontinha e nas 36 horas seguintes. Cerca de 30 militares foram entrevistados pelos nossos jornalistas, numa tentativa de reconstituir, com pormenor, até à tomada da sede da PIDE/DGS, na Rua António Maria Cardoso, em Lisboa, às 9 da manhã de 26 de abril. É a Revolução contada, tanto quanto possível, pelos seus protagonistas. Da tomada do Quartel-General da Região Militar de Lisboa, que Otelo havia definido como um alvo fundamental, até ao cerco do quartel da GNR no Largo do Carmo, que leva à rendição de Marcelo Caetano, passando pelo que aconteceu no Porto, no Algarve e na Zona Centro, a VISÃO História tenta reconstituir, em discurso direto, como foi feita a Revolução. Algumas reportagens são ilustradas com fotografias a cores pouco conhecidas.

Mas esta edição não fica por aqui…

 

Compre já a VISÃO História Edição 25 DE ABRIL DE 1974

Também pode assinar a VISÃO História e receber comodamente em casa todas as edições pelo correio, clique aqui.

 


A Visão História dedica-se exclusivamente a assuntos históricos, cada número aborda um único tema, explorando-o de diversos ângulos e pontos de vista. Afinal, é impossível compreendermos o presente sem conhecermos o passado. Com 100 páginas e lombada colada, a revista é muito cuidada do ponto de vista gráfico e fotográfico, recorrendo a textos, fotografias, mapas e infografias de alta qualidade. 

Detalhes

Se já é assinante de uma das nossas publicações tem oferta de portes de envio, em Portugal. Clique aqui para assinar e poder usufruir das vantagens de ser assinante.

A edição pode ser entregue no estrangeiro, sendo os portes de envio refletidos no ato da compra.